Tenho notado uma grande dificuldade por parte dos acadêmicos que me visitam, na hora de elaborar a pergunta do Projeto Pesquisa.  É sobre esse tema que quero tratar hoje.
É  necessário que se faça um diagnóstico do problema.  Isso vale dizer que não existe o projeto sem que tenha ocorrido um problema antes. 
A partir da existência de um problema é que se elabora um projeto.
Uma pessoa só elabora o projeto de uma casa porque precisa morar lá.  Então o problema é a falta de moradia.  E a questão é: Qual o modelo de casa que se adequa ao meu ideal de vida?
Ou então… "como resolver o meu problema de falta de moradia?"
De qualquer maneira… a formulação da pergunta, depende da problematização.
Normalmente vejo o acadêmico dizer o que espera como resultado final do projeto – isso é o objetivo.
Também nao percebo dificuldades quanto à explanação sobre o tema (embora uma minoria ainda não tenha percebido que explanar não é problematizar).
Mas na hora de elaborar a pergunta no tópico problematização (ou diagnóstico do problema, como prefiro), ficam em dúvida. Não conseguem perguntar o que querem do projeto. 
Ora, se você está fazendo um projeto pesquisa, logo de início você pretende aprender com os resultados obtidos.
Assim, já é meio caminho andado para a formulação da pergunta.  Se você quer aprender, a questão é: "como aprender?".
A partir daí se constrói a lógica do raciocínio.  Se você quer aprender a extrair leite de uma vaca, o problema é: "como extrair leite de uma vaca?". Não vai ser "como aprender a tirar leite de uma vaca", mesmo porque essa última exemplifica uma matéria para tese ou dissertação e não para Projeto Pesquisa.
É só um rápido exemplo.  Estamos aqui para ajudar e não para criar mais dúvidas.
Um abraço