VIDA DIGNA

 

 Artur Quintela

TOM: G

  

COMO UMA GOTA DO OCEANO VAI PRO AR

LÁ VIRA NUVEM E VAGUEIA SEM PARAR

SE JUNTA ÀS OUTRAS PARA SE PRECIPITAR

CORRE PRO RIO – ENTÃO VOLTA PARA O MAR

 

ASSIM É O HOMEM QUE DE DEUS FOI UMA PARTE

QUE ENCHIA OS CÉUS – O UNIVERSO – SUA ARTE

QUE NESTA TERRA, UM DIA NASCE, NOUTRO CRESCE

PARA VOLTAR AO CRIADOR QUE NÃO O ESQUECE

 

            EU JÁ FUI REI, JÁ FUI VASSALO, FUI CANTOR

            POR ESTE MUNDO AFORA, FUI TRABALHADOR

            FUI RESPEITADO ENQUANTO FORÇAS NÃO FALTAVAM

            PARA DAR O PÃO ÀQUELES QUE ME RODEAVAM

 

            RODEI A TERRA NA PALMA DA MINHA MÃO

            CRIEI FILHOS, SOCORRI O MEU IRMÃO

            PREGUEI EM CASA O SENTIDO DA UNIÃO

            PARA SER TRATADO COMO UM BOM CIDADÃO

 

SE RESPEITEI, SE AMEI, SE AJUDEI

DE UNS EU LEMBRO, OUTROS EU SEQUER OLHEI

QUE A MINHA MÃO ESQUERDA NUNCA ESTEVE OLHANDO

O QUE DE CORAÇÃO A DIREITA FOI DANDO

 

HOJE , SOZINHO, NESTE CANTO EU RECLAMO

NÃO QUERO PRANTO NEM PIEDADE DE NINGUÉM

EU SÓ QUERIA TER MINHA DIGNIDADE

POIS É O MUNDO QUE EU FIZ QUE VOCÊS TÊM

 

            FUI ENGENHEIRO, CIENTISTA, FUI DOUTOR

            PARA LHES DAR ALIMENTO, FUI LAVRADOR

            FUI MILITAR, GUERREIRO COMO A PÁTRIA QUIS

            PARA GARANTIR A PAZ PRO MEU PAÍS

 

FUI PROFESSOR, SAPIÊNCIA ACUMULEI

RESOLVER OS SEUS PROBLEMAS, JÁ AJUDEI

E SE QUISEREM AINDA POSSO AJUDAR

NA VELHICE, O QUE EU MAIS POSSO, É ENSINAR

 

 

Anúncios