Reis da Cerveja

Uma grande convenção, que reunia os presidentes de todas as cervejarias do mundo, acontecia em Amsterdã, na Holanda. Muita gente famosa estava por lá: Presidentes da Budweiser, Carlsberg, Heineken, AMBEV e muitas outras fabricantes de cerveja.

No final do dia, pra descontrair, todos os executivos da cerveja decidiram beber alguma coisa no bar.

O presidente da Budweiser chegou pedindo em voz alta:

– Garçom, me traz uma “Bud” por favor!

E o garçom prontamente trouxe uma Budweiser geladinha.

O presidente da Carlsberg não deixou por menos:

– Amigo, me vê uma Carlsberg bem gelada!

E o garçom atendeu o seu pedido.

O Presidente da AMBEV pediu uma Antártica e uma Brahma, e assim por diante, até que o garçom perguntou a Freddie Heineken o que ele queria beber, já premeditando a resposta.

Para a surpresa de todos o Sr. Heineken, calmamente, disse:Por favor, me dá uma Coca-Cola!

Então todos o olharam surpresos, quando um de seus colegas perguntou:- Por que você não pediu uma Heineken?

E ele, mostrando indiferença, respondeu:

– Ah, se vocês não vão beber cerveja, eu também não vou!

 

A boa ação

 

Véspera de Natal. A turma do correio já se preparava para a festa de confraternização quando alguém chega trazendo um envelope endereçado ao Papai Noel. A carta era de um garotinho, muito pobre, cuja mãe estava doente, o pai desempregado, não tinham nada que comer, o dono do barraco onde moravam estava ameaçando-os de despejo porque o aluguel estava atrasado há mais de seis meses e mais um infindável rosário de desgraceiras de arrancar lágrimas dos mais empedernidos corações. No final ele terminava a carta pedindo R$ 50,00 para comprar um remédio para a mãe.
Comovidos, o pessoal do correio resolveu fazer uma vaquinha para arrecadar o dinheiro e enviá-lo ao menino. Conseguiram R$ 48,00. Colocaram o dinheiro num envelope e mandaram ao menino, felizes por terem feito uma boa ação.
Uma semana depois, um outro envelope, com a mesma letrinha pequenina, endereçada ao Papai Noel. Ansiosos pelas palavras de agradecimento do menino, todos se juntaram em torno de um dos funcionários que leu em voz alta:
”Querido Papai Noel, muito obrigado pelo dinheiro que você mandou. Da próxima vez, seria melhor que trouxesse pessoalmente, pois os sacanas do correio me roubaram dois reais.”

Anúncios