Lenha na Fogueira

 

Li a matéria sobre a Lei Rouanet publicada na edição de ontem na primeira página do Caderno de Cultura deste Diário da Amazônia.

 

*********

Em 20 anos, 67% dos projetos que captaram recursos são do Sudeste do país.

 

*********

Aqui vamos nos reportar, sobre a captação de recursos através da Lei Rouanet pelas entidades culturais de Porto Velho.

 

*********

Primeiro temos que registrar o seguinte:

 

*********

Graças a Lei Rouanet e seu sistema de captação, Porto Velho ficou sem as escolas de samba Pobres do Caiari, Unidos da Castanheira e Boto Verde e Rosa.

 

********

E por alguns anos, sem as escolas Os Diplomatas do Samba  e Asfaltão.

 

*********

Acontece que em 1998 foi criada a Liga Independente das Escolas de Samba de Rondônia com a participação das escolas: Acadêmicos da Boto Verde e Rosa, Os Diplomatas do Samba, Pobres do Caiari, Unidos da Castanheira  e Asfaltão.

 

********

O Presidente da executiva era o João Carlos Alves – Maracanã e o Presidente do Conselho Diretor (quem realmente mandava) era o Antonio Viveiros – Tony da Boto.

 

*********

A Liga conseguiu aprovar junto a Lei Rouanet o projeto “Carnaval 500 Anos do Brasil” (2.000), sendo autorizada a captar 900 Mil UPF o que em moeda corrente da época chegava a quase 1 Milhão.

 

********

 

Para encurtar a conversa, os dirigentes das escolas citadas, soltaram foguete, festejaram em suas sedes, pois, segundo eles, o Carnaval das Escolas de Samba de Porto Velho caso conseguissem captar o autorizado, voltaria a ser o melhor da região Norte.

 

*********

Sabe quanto eles conseguiram captar? Nenhum tostão!

 

*********

Resultado, as escolas de samba citadas faliram e algumas, como é o caso da Caiari, Castanheira e Boto Verde e Rosa não conseguiram sair do buraco até hoje. A Diplomatas voltou depois de alguns anos assim como a Asfaltão que teve que desfilar pelo grupo de acesso pra poder voltar a elite.

 

********

Quando o Edson José foi presidente da Fesec, já nos 2000, conseguiu aprovar um Projeto em favor da escolas de samba pela Lei Rouanet e também não conseguiu captar nenhum tostão.

 

********

A exceção neste caso, é o Festcine Amazônia que tem o patrocínio da Rouanet mas, a captação foi feita junto a Petrobras (direto).

 

*********

Independente do Festcine, não sei de outro Projeto de Porto Velho que tenha conseguido captar os recursos autorizados.

 

*********

Acontece que nossos empresários não conhecem os benefícios da Lei e por isso, se negam a investir nos projetos culturais.

 

********

As grandes empresas nacionais que operam em Porto Velho, seus diretores não têm poder de decisão numa situação dessas, até tem boa vontade e enviam nossas solicitações a Matriz e geralmente a resposta quando chega, é desaprovando o repasse.

 

*********

Ano assado (2010) a Federon estava com o Projeto Aprovado apto a captar R$ 1 Milhão e nem mesmo a esposa do então governador João Caula dona Marly conseguiu captar os 20% necessários para a entidade poder movimentar o arrecadado.

 

*********

As empresas que estão construindo as Usinas do Madeira preferiram doar R$ 40 Mil  para a Federon sem exigência de Prestação de Contas do que doar através da Lei Rouanet.

 

*********

Então fica difícil se conseguir a captação de recursos pela Lei Rouanet, pelo menos aqui em Porto Velho e no estado de Rondônia como um todo.

 

 

CONVITE!

 

*********

O Galo da Meia-Noite “o bloco”: convida os foliões para a partir do próximo dia 07 de janeiro de 2012 (sábado), participarem das melhores pré-carnavalescas de Porto Velho.

 

***********

Local: Terreiro do Galo (Rua Rogério Weber, entre Duque de Caxias e Pinheiro Machado)

 

**********

Horário:  A partir das 19:00h. Entrada Franca.

 

SP EXPOSAMBA

 

Mostra de samba prorroga inscrição

 

Compositores ganham prazo até 6 de janeiro, organização atende a pedido de músicos de todo o país

 

 

A maior mostra de samba da história do Brasil, a São Paulo Exposamba, prorrogou o prazo de inscrições. Agora, todos os compositores do país têm até 6 de janeiro para concorrer a prêmios que totalizam R$ 240 mil. A ampliação do prazo procura atender a pedidos de compositores de todas regiões, que, devido às festividades de fim de ano, não têm conseguido gravar vídeos com suas músicas.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no site www.saopauloexposamba.com.br. Compositores de todo o Brasil podem participar. Além de um vídeo, o compositor precisa enviar a letra de sua música. São vagas para todos os estilos de samba.

Os inscritos concorrerão em eliminatórias com apresentações ao vivo de seus compositores (ou de intérpretes indicados por eles), em 40 Centros Educacionais Unificados (CEUs) e em casas de show espalhados pela cidade.

Após as eliminatórias, os melhores partem para defender suas composições em segunda fase, já no Tom Brasil, casa de shows na zona sul da cidade, com previsão de 2.000 espectadores. Os finalistas serão escolhidos por júri composto de um sorteado entre os estudantes do CEU, um entre professores, um entre pessoas da terceira idade da região e um entre músicos da região. Em cada júri também haverá dois compositores que não estejam participando do concurso.

A escolha em cada eliminatória deverá ser, obrigatoriamente, de dois estilos de samba diferentes. Podem concorrer todos os estilos: samba enredo, samba-canção, pagode, samba de partido alto, samba de gafieira etc.

Na segunda fase, serão cinco dias de seleção, com as apresentações (no Tom Brasil) dos candidatos selecionados e shows de grandes intérpretes, que homenagearão diariamente Zé Kéti, Dona Ivone Lara, Nelson Cavaquinho, Luiz Carlos da Vila, João Nogueira, Candeia, Jackson do Pandeiro e Cartola. Os melhores partem para a semifinal, que irá selecionar, em dois dias, os três favoritos pela escolha popular e os três favoritos pelo júri, culminando nos vencedores.

Importante: serão duas eleições paralelas, com votação popular e com escolha de um júri de renomados artistas. O primeiro colocado da eleição popular terá premiação de R$ 35 mil – mesma quantia que receberá o mais bem colocado na eleição do júri. Em seguida, os dois vice-campeões (popular e júri) receberão R$ 25 mil cada. Até o quinto colocado (popular e júri) haverá prêmios. O melhor intérprete e o compositor revelação também serão premiados, seguindo escolha do júri. “Queremos dar oportunidade aos compositores de todo o Brasil, porque há talentos em todo o País que precisam ser mostrados. Por isso, atendemos aos apelos e prorrogamos o prazo de inscrições”, afirma José Maria Monteiro, organizador e realizador do evento.

CURTA AMAZÔNIA

 

Rota do Cinema em Guajará Mirim

Foi gratificante realizar na quarta feira dia 20 de dezembro, a 2ª Rota do Cinema exibindo filmes em praça pública na cidade de Guajará Mirim, distante da capital 320 Km, na sua primeira e única exibição na fronteira, pois a chuva e tempestade assolaram  quinta e sexta a fronteira, não sendo possíveis as exibições previstas.

Mesmo assim, o público que compareceu a praça Mário Correa, na quarta dia 20 de dezembro pode assistir aos filmes propostos e ao trailer do filme “Madeira Mamoré 100 anos depois… o sonho não acabou”, do diretor Carlos Levy, que mostra trecho do depoimento do empresário Isaac Bennesby (falecido dia 25/12), que tem participação nessa obra audiovisual relatando como era o comércio na época que o trem funcionava e como chegou nessa região, vindo de Manaus com 6 anos de idade, como foi sua infância, morando no Abunã e depois se firmando em Guajará Mirim, onde residiu até hoje. Segundo o diretor do filme Carlos Levy, esse registro e outros servem como manter viva a nossa memória histórica de nossos pioneiros para futuras gerações e o filme será lançado oficialmente no Centenário da Estrada de Ferro Madeira Mamoré no ano de 2012 em Porto Velho e Guajará Mirim.

Nossos agradecimentos ao secretário Dayan Saldanha da secretaria de Cultura e Turismo de Guajará Mirim, ao Dinho e Adão pela contribuição voluntária na fronteira, ao apoio da Pousada Sítio do Chicão, a Distribuidora Top Nacional – Guaraná Antarctica, a rádio Educadora do programa do Roni, a rádio Guajará do programa Guajará em cima da notícia, do João Teixeira, a Rádio Rondônia e  a TV Guajará, no seu telejornal com apresentação da Leslie e Rilmo Dantas na cinegrafia. A 2ª Rota do Cinema tem como produtora executiva Golda Barros, com realização da Associação Curta Amazônia. Obrigado a todos pelo espaço, boas festas e feliz 2012. (AI)

 

Anúncios