Seria bom se a gente fizesse o que outros municípios – ao longo do Brasil – fazem. Marcar com tinta os buracos de Porto Velho. Ou então batizar cada um deles. Só que ia faltar nome no dicionário. O buraco da General Ozório – quase em frenteà SEDUC é um caso calamitoso. Mais de 30 dias e aumentando. Daqui pra semana que vem interrompe o trânsito de umavez. Da mesma forma, na Barão do Rio Branco tem buraco que já foi remendado “trocentas” vezes e continua lá… Coisa do centro de Porto Velho – a cidade sem prefeito.

Agora o site http://www.imagemnews.com.br/noticias.asp?cd=14990 fala de outro na Pedro II.

 

Em uma distância de apenas quatro quadras do Palácio Tancredo Neves, sede da Prefeitura de Porto Velho, um buraco tem arriscado a segurança dos motoristas e motociclistas há mais de 30 dias. Com o asfalto da Avenida Dom Pedro II, entre Marechal Deodoro e Joaquim Nabuco, se deteriorando e sem a Prefeitura tomar as providencias, a cratera tende a se alastrar por toda a via.

 

Parece que é brincadeirinha… que tem pouco buraco… que sãosó tres ou quatro…

mas eu teria vergonha de dizer que administrava uma cidade se não pudesse tomar conta pelo menos da área central.

Ahhhh… sei… o centro dá poucos votos… Eles estão na periferia… o voto do pobre… do periférico…

Voto de comerciante ou de quem compra é minoria…

Sei….

Por isso vamos abandonar a zona central da cidade.

7 de Setembro era melhor com paralelepípedos. Pelo menos não tinha tanta ondulação.

Será que a prefeitura formou parceria com os donos de oficinas?

Sei não….

Quo vadis, Domini?

Anúncios