http://www.acirgurgacz.com.br/hp_noticia.php?Id=795.

 

Virou mania em Rondônia? Primeiro foi Cassol que “lesou” o eleitor e ainda cometeu o escárnio de dizer em público que “queria dar aquele presente ao pai”, referindo-se à licença e a substituição por seu suplente no senado, no caso Reditário Cassol.

Agora, Acir Gurgacz se licencia, também, deixando o pai, Assis, em seu lugar.

Interessante… Cassol vivia às turras com os donos da Eucatur. Entretanto, o comportamento de ambos mostra a semelhança de conduta.

Ambos são empresários de sucesso. Ambos são de famílias paranaenses – diga-se de passagem, trabalhadoras – que perseguem o sucesso de seus projetos a qualquer preço.

Ambos se elegeram para o Senado Federal com os pais como “vices”.

Ambos se licenciaram deixando os “papais” na casa revisora.

E a gente ainda continua acreditando que se preocupam com Rondônia!…

Será?

Enquanto isso… a transposição… necas de pitibiribas!

O Sintero alardeou que iria movimentar “a massa trabalhadora” para bloquear as usinas do Madeira.

A resposta foi dura e imperiosa: a Força Nacional estaria de plantão para impedir o movimento dos trabalhadores.

Já escrevi aqui e repito: não sou funcionário público! Não tenho vínculo com partido nenhum! Não me vinculo a movimentos! Sou livre pra pensar e expor meu pensamento. Afinal, lutei pela Constituição atual.

O que não se pode negar – muito menos cegar-se – é que a má vontade do Planalto com Rondônia, principalmente no caso da Transposição, é VERDADEIRA!!!

São anos de luta por um direito que já existe há décadas.

E Rondônia continua sendo o estado mais pilhado da união.

Anúncios