MOTO RESGATE PROMETE AGILIZAR SOCORRO A VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO | Imagemnews.com.br Agência Imagemnews – Jornal Eletrônico, Notícias de Rondônia e Região.

MOTO RESGATE PROMETE AGILIZAR SOCORRO A VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO
25/7/2012 – 17:54 – ( Cotidiano ) 

Com objetivo de prestar um atendimento de primeiros socorros de forma mais ágil e rápida, o Corpo de Bombeiros iniciou nesta semana, o serviço de moto resgate que pretende diminuir pela metade, o tempo de chegada do socorro a vitimas, principalmente de acidentes de trânsito. Ao todo são 15 motocicletas, oito atuando em Porto Velho e sete em Vilhena. 
 
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News
 
“Quanto mais rápido, maior a chance de salvar vidas”, afirmou o oficial do Corpo de Bombeiro, tenente Constantino, que coordenou o curso de capacitação dos bombeiros, ao explicar que os bombeiros das motos resgate devem realizar todo o atendimento de primeiros socorros, até a chegada de uma ambulância, que muitas vezes encontra dificuldades de acessibilidade no trânsito.
 
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News
f
 
Adquiridas com recursos do Governo do Estado, no valor estimado de R$ 1 milhão, as motos resgate são equipadas com utensílios de primeiros socorros e equipamentos de desencarceramento, sendo um alicate de corte e um cilindro de espaçar, utilizados para salvar vítimas presas em ferragens. 
 
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News

 
De acordo com Constantino, Rondônia é o primeiro estado a utilizar a tecnologia de desencarceramento nas motos resgate. Um desfibrilador também deve fazer parte do kit socorro, mas ainda está em fase de licitação. Segundo o tenente, o Corpo de Bombeiro dos estados de Pernambuco, São Paulo e Brasília já oferecem o serviço, porém, sem os equipamentos de salvamento em ferragens. 
 
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News

 
Para executarem o serviço de resgate, 17 bombeiros militares passaram por uma formação de 200 horas de aulas praticas e teóricas. Além de três bombeiros vindos de Brasília que também participaram da formação.
Foto: Maks Rocha/Ag. Imagem News

 
Anúncios