Como sempre, a pedido da amiga Silvia, segue a Agenda para o Projeto Só Bambas desta semana.

ASFALTÃO 

 

 

Mávilo Melo, Misteira e Neimar no Só Bambas 

 

  

 

 

A Família Asfaltão, em parceria com o Grupo Só Bambas, faz mais uma noite de homenagem nesta sexta-feira 26, O Projeto “Só bambas”, idealizado por este grupo, que vem se firmando como referência no que há de melhor quando se busca a essência do samba de raiz, também valoriza a história de pessoas que contribuíram e contribuem, para a manutenção e valorização do samba como resistência e o legado de uma história que estará sempre viva. Isso é possível graças à ousadia de projetos como este. Saiba quem são os homenageados desta próxima sexta-feira.     

DUPLA – Mávilo Melo e Waldison Pinheiro 

Autênticos beiradeiros, filhos desta terra. Nasceram e viveram a infância, um no bairro Caiari e o outro no bairro Santa Bárbara, dois bairros considerados redutos de resistência da história do samba e do carnaval popular. 

Conheceram-se musicalmente na Escola de Samba Asfaltão, então bloco de Empolgação no final dos anos 80. A partir daí firmaram essa parceria e deu-se início à trajetória de composições da dupla. 

Falando de samba enredo, juntos só disputaram em concursos na Escola de Samba Asfaltão, onde venceram várias disputas, o que garante à dupla, até então, a autoria da maioria dos sambas da Escola. 

Autores do Samba de Exaltação; “É tanta harmonia/Que me arrepia e faz nosso povo cantar mais feliz….”, Várias Marchinhas de Carnaval dentre elas “ A gente se reúne pra sair lá da esquina/ No Bloco Mistura Fina…”.  

Também transitam por outros ritmos que vão do baião ao chote, do bolero ao samba, da música popular à regional. 

Participaram e se consagraram como compositores revelação no Festival Aberto de Música do SESC – FAM, nos anos 97, 98 e 99, com as canções Beiradão, Pescador, Tradição e Por do Sol. 

Membros da Ala de compositores do Asfaltão, Mávilo Melo e Waldison Pinheiro, atualmente encontram-se selecionando material para gravação do 1º CD da dupla e nesta sexta, apresentam uma pequena amostra do seu acervo musical. 

Neimar Carvalho de Souza (In memorian) 

Neimar também foi muito conhecido como Pato Rôco ou Miro Farofa, Filho de Manoel Ferreira de Souza e Oneide Carvalho de Souza, nasceu em 19 de novembro de 1966, em Porto Velho – RO. 

Vivia intensamente!!  

Tocar e cantar, mesmo com a voz roca, era uma das razões de sua vida. Desde adolescente, se envolveu e viveu no samba, mas precisamente no reduto dos bambas: bairro Santa  Barbara. Sua paixão por música, com destaque para os instrumentos de percussão o levou a ser instrutor de fanfarras e organizador de troupe de torcidas organizadas na cidade de Porto Velho. 

Neimar junto com parceiros como Makumbinha, Mávilo Melo, Amarildo, Everton, Aronilson e Zequinha foi um dos fundadores do Grupo Guaporé. Foi para o Asfaltão no final dos anos oitenta, onde atuou como o Primeiro Mestre de Bateria, desta escola que hoje é do Grupo Especial. Ele foi o grande responsável pela chegada da maioria dos membros da atual Diretoria desta grande família Amarelo, Preto e Branco.  

Em 29 de novembro de 1997, Neimar nos deixou, partindo para animar vidas em outra dimensão.