Parece que o Governador Confúcio se deu mal ao fazer alianças em sua campanha para eleger-se. Pelo menos, no que tange à Secretaria de Estado da Cultura, Esporte e Lazer, fica evidenciado que os “conchaves” de campanha não deram certo para nosso Médico-Governador.

 

Primeiro, Chicão Leilson não teve o verdadeiro apoio de seu partido durante sua gestão. Ficou segurando-se na amizade criada com o então candidato Confúcio. Mas acabou caindo.

 

Chamaram outro (Manoel Neri) que sequer teve tempo para “esquentar a cadeira”.

 

Veio a Cleidimara, que assim como Emanuel, saía das trincheiras do executivo municipal. E deu no que deu.

 

A operação policial deflagrada em conjunto nacionalmente, açambarcando vários estados, prendeu gente grande (inclusive o ex-Prefeito Roberto Sobrinho) que havia “laborado” na gestão passada de nossa capital.

 

E, junto com as prisões de ex-isso e ex-aquilo chegou-se à Mara que fazia parte daquela gestão municipal.

 

 

Não afirmo aqui (nem poderia) que Mara se locupletasse em sua faina no executivo municipal, mas integrou o grupo. Inclusive, segundo noticiado pela imprensa, liberando verbas destinadas à EMDUR – principal foco da investigação sobre a tenebrosa gestão de Sobrinho.

 

Mara foi afastada judicialmente de suas funções, com bloqueio de contas bancárias, bens, etc., mas o governo soltou uma notinha afirmando que ela pedira o afastamento.

Estão tentando blindar (parece-me) a gestora.

 

 

Ontem havia saído no rondoniaovivo a seguinte nota:

 

Titular da SECEL está suspensa do exercício de função pública

 

Terça-Feira, 09 de Abril de 2013 / 11:39 – Atualizado em Terça-Feira, 09 de Abril de 13 / 12:11

 

 

Cleidimara Alves, titular da pasta da Secretaria dos Esportes, da Cultura e do Lazer (SECEL), também conhecida como “Mara”, está suspensa do exercício de função pública de acordo com a Procuradoria Geral de Justiça, do Ministério Público de Rondônia.

 

Indicada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para o cargo, Mara é doutoranda, foi ex-secretária municipal de Esportes e Lazer de Porto Velho (SEMES) da administração do ex-prefeito Roberto Sobrinho, ela está na lista dos envolvido do escândalo da EMDUR que foi apresentada nesta amanhã na coletiva ocorrida na sede do MP-RO, que deu detalhes sobre a “Operação Luminus”, desencadeada na manhã de hoje.

 

Cleidimara foi empossada no dia 13 de dezembro do ano passado. O secretário anterior a Cleidimara foi outro político da gestão de Roberto Sobrinho também acusado de corrupção, engenheiro Manoel Neri, preso na operação Vórtice. Desta forma em menos de seis meses, dois secretários da SECEL já foram afastados por indicios de corrupção.

 

Fonte: Rondoniaovivo

 

Agora leia a nota de hoje no site do rondoniagora.

 

Geral

Quarta-feira, 10 de abril de 2013 – 14:50

 

Quadrilha da Prefeitura

GOVERNO DIZ QUE SECRETÁRIA CLEIDIMARA “PEDIU AFASTAMENTO”

Citada nas investigações da Operação Luminus, que mandou para cadeia o ex-prefeito Roberto Sobrinho (PT), a secretária de Esportes, Cultura e Lazer (SECEL), Cleidimara Alves, pediu afastamento do Governo, segundo nota do Departamento de Comunicação. Até a manhã desta quarta, ela despachava normalmente, mas de acordo com o MP, um oficial de Justiça buscava contato para apresentar o mandado judicial que a impedia de ocupar cargos públicos. Cleidimara foi indicada ao Governo pela deputada Epifânia Barbosa, que também a colocou lado a lado com Sobrinho. Na gestão petista, Cleidimara atuava na pasta dos esportes e teria destinado recursos a gestão corrupta na EMDUR.
Segundo o Governo, a gerente administrativa da Secel, Eluane Martins foi nomeada interina.

Fonte: RONDONIAGORA

Autor: RONDONIAGORA

 

 

Vamos esperar mais o quê?  O Governo adianta que – por enquanto – a Gerente Eluane Martins assume a pasta. Até quando… não se sabe.

Boa sorte SECEL!