PRA DESCONTRAIR QUE HOJE É SEXTA-FEIRA

 

Querendo um Carro

Prestes a completar 18 anos, o filho roqueiro, revoltado e cabeludo de um pastor da igreja resolve fazer um pedido:
— Aí, paizão! Cê tá ligado que eu vou fazer 18 anos, né?
— Sim, filho…
— E, tipo assim, que carro eu vou ganhar, paizão?
— Humm… As coisas não são tão fáceis assim, meu filho. Se você quer ganhar um carro, vai ter que se esforçar…
— Ih… Como assim, velho?
— Você melhora suas notas na escola. estuda a Bíblia todos os dias e corta esse cabelo horrível…
O filho fica meio chateado, mas se esforça para mudar e, um mês depois, volta a pedir o carro para o pai.
— Filho, eu estou realmente orgulhoso de você… — diz o pai. — Você dobrou suas notas na escola e estudou a Bíblia incansavelmente… Mas e o cabelo, filho?
— Ah, paizão. Lendo a Bíblia eu fiquei pensando… Sansão tinha cabelo grande, Noé tinha cabelo grande, Jesus tinha cabelo grande. E todos eles eram pessoas maneiríssimas!
— Com certeza! — concordou o pai. — Mas tem um detalhe: todos eles andavam a pé!

 

 

Dores, Dores e Mais Dores

O português vai ao médico:
— Doutoire, o senhor precisa me ajudar, pelo amor de Deus! Meu corpo todo está doendo! Eu aperto a barriga, dói! Aperto o peito, dói! Aperto a perna, dói!
O médico examina o sujeito e conclui:
— Você não tem nada, meu amigo… Só um dedo quebrado…

 

Se Não Fosse o Padre…

O cara está no hospital, em estado delicado, mas fora de perigo. Porém, como a sua mãe é muito religiosa manda um padre para rezar com ele.
No meio da reza o paciente começa a se debater e fica tentando falar.
O padre, preocupadíssimo com aquela recaída, dá um papel e uma caneta para que ele escrevesse o que provavelmente seriam as suas últimas palavras.
Depois de alguns instantes de tensão ele falece e o padre vai pegar o papel para ver o que ele tinha escrito.
Então ele lê em voz alta, para todos os parentes do falecido.
“Eu não ligo que você reze comigo, mas sai de cima da minha mangueira de ar, padre filho da p…