PESSOAS QUE SONHAM

                                   Por Artur Quintela

 

 

                        Há pessoas que são criticadas por viverem sonhando. Há quem afirme que vivem “no mundo da lua”, simplesmente porque sonham acordadas.

                        Particularmente, também me considero um sonhador, embora tenha os pés firmes no chão.

                        Mas, quero lembrar aqui que nada no mundo existiria se não fosse pelos sonhos. Afinal, os projetos surgem de ideias que são sonhos. E, a partir dos projetos vislumbram-se as obras. Muitas delas, GRANDES obras.

                        Tenho em minha família uma pessoa assim. Que vive sonhando. E acho isso notável. Impressionante como ela se deixa levar pelos sonhos, transformando-os em projetos. Literalmente. Cada sonho é um projeto novo que sai de sua cuca. E que cuca!

                        Minha admiração não diminui quando ela afirma que “seus projetos” são curtos. Ao contrário, vejo nisso uma grande coragem. Ao admitir que tem projetos curtos está afirmando que não se prende ao passado por muito tempo, pois sempre há inovação a fazer sobre o que já foi feito. E muito pra pensar e realizar. Então… pra quê perder tempo com o que já passou? Se deu certo, muito bem. Se não, parte para outra, ora.

                        Pessoas assim devem encontrar felicidade onde outros só encontram trabalho.

                        Tempos atrás um amigo falou que ao passar por uma loja de discos escutou uma música “que era a minha cara”. Tudo bem. Tem músicas cujas letras parecem que foram moldadas para outra pessoa, além daquela que compôs. Mas, na hora, eu afirmei que era “Casinha Branca” de Gilson. Afinal, esse sempre foi meu sonho, desde criança. Embora tenha realizado cursos que me prepararam para a vida na cidade, sempre gostei da Natureza e sonhei com um pedaço de terra “pra plantar e pra colher”. A casinha branca com varanda é o complemento daquilo que posso chamar de lugar feliz, ou Cantinho da Paz.

                        Foram várias tentativas, todas frustradas por algum motivo, alheio aos meus interesses. Até que um dia surgiu a oportunidade e estou trabalhando num projeto de vida.

                        Assim é a pessoa que me refiro nesse pequeno artigo. Ela persegue seus sonhos. Persegue com afinco. Só que, diferente de mim, não perde tempo com um sonho apenas. Busca realizar vários. Assim leva sua vida. Sempre com um sonho na cabecinha prodigiosa. Sonho esse que tenta transformar em realidade para, logo depois, começar outro.

                        Gosto de vê-la assim. Sonhadora… projetando… arquitetando… Creio que assim é feliz. Como eu com meu sonho-projeto de vida.